Publicidade
/ Notícias da Música / MC Xuxú luta contra o preconceito e lança campanha na Kickante
Imprimir notícia

Tamanho da letra

18/04/2017 por Notícias da Música
MC Xuxú luta contra o preconceito e lança campanha na Kickante
Negra e LGBT, a cantora corre atrás de seu sonho e faz financiamento coletivo para gravar seu primeiro CD
Em 1988, nasceu no corpo de menino aquela que foi chamada Leonardo. Negra e moradora da periferia de Juiz de Fora/MG, conheceu em 2007 a pessoa que mudaria sua vida, a professora Adenilde Petrina, uma líder comunitária para o bairro. Através de projetos culturais, Adenilde a apresentou ao RAP e à organização política. Aos 17 anos, Leonardo não suportava mais o corpo de menino e foi expulso de casa pelo padrasto que não o aceitava como mulher.

Acostumada a viver com pouco, dessa vez, Karol Vieira (seu novo nome) não tinha nada. Entretanto, entre a dor da rua, sempre esteve presente a felicidade. Nunca abandonou a rima e se encontrou em um movimento cultural que voltava a ocupar a grande mídia na década 1990 e 2000: o Funk. Ela tornou-se MC Xuxú. Sua primeira música foi um presente do rapper Aice NP, morto em 2014, vítima da violência crescente na periferia de Juiz de Fora.

Como alternativa, resolveu utilizar as mídias digitais para divulgar seu dom e foi através do Youtube que a MC criou um canal e passou a publicar músicas de sua autoria com uma das melodias mais populares do Brasil, o funk. Duas músicas de sua autoria se tornaram um sucesso e fizeram com que a MC se tornasse ainda mais conhecida neste universo musical, são elas: "Bonde das Travestis" e "Um Beijo pras Travestis", que juntas somam mais de 4 milhões de visualizações..


Espalhe por aí


Comentários
Deixe seu comentírio